Tratamento da Escoliose Idiopática com Coletes

A escoliose idiopática é definida como um desvio lateral da coluna. É uma deformidade tridimensional da coluna vertebral que envolve alterações no plano frontal, no plano sagital e no plano horizontal.

Um dos primeiros sinais da escoliose idiopática que afeta os adolescentes é a assimetria do peito, assimetria das costas (chamada giba costal)ou dos ombros do jovem. Ela pode ser diagnosticada pelo médico durante um exame físico de rotina.

Os principais objetivos do tratamento deste problema são a correção da curva escoliótica, interromper a progressão das curvas da deformidade da coluna e a preservação da função cardíaca e pulmonar do paciente.

Existem várias opções de tratamento, entre elas está a prática de alguns exercícios específicos, o uso de coletes e, em casos mais graves, poderá ser necessária a realização de cirurgia pelo médico cirurgião de coluna.

A escolha por uma opção de tratamento deve ser baseada nas características do doente e da curva escoliótica e também no risco de progressão da curva.


Tratamento com colete

O uso dos coletes ortopédicos é indicado durante a fase de crescimento de crianças e adolescentes, para prevenir a progressão da curvatura, no período de crescimento da coluna vertebral.

Existem vários tipos de coletes para esse problema de saúde, tais como : Colete Milwaukee, Colete de Boston, Colete de Lyon, Colete de Charleston, Colete de Rigo Cheneauentre outros.

Antes do colete ser feito, será necessário fazer escaneamento corporal e a digitalização do tronco do paciente para fazer a modelagem do colete para o paciente.

É importante informar que o molde em alguns casos também são feitos de gesso e forma manual.

Estudos constataram que o peso do adolescente também tem influência nos resultados do tratamento com colete, sendo que um doente obeso tem um risco superior de fracasso no tratamento com colete e uma taxa de cirurgia perto do dobro daqueles com peso considerado como o ideal.

A maioria dos pacientes que usaram o colete de forma adequada tiveram melhora no ângulo de Cobb, que é a técnica mais adotada para quantificar a magnitude das deformidades da coluna, especialmente no caso da escoliose. Também apresentaram melhora do alinhamento escapular, tronco e simetria da cintura.

Procure o cirurgião da coluna para saber mais a respeito desse assunto.

 

FONTES UTILIZADAS :

 

  1. Costa, Marta Alexandra Santos da, Tratamento da escoliose idiopática do adolescente. Faculdade de Medicina Universidade do Porto, 2012;2. Asher M A, Burton D C. Adolescentidiopathicscoliosis: natural historyandlongtermtreatmenteffects. Scoliosis. 2006;3. Trabisch P, Suess O, Schwab F. Idiopathicscoliosis, 2010.